A organização já tem o plano B e o plano C

A determinação do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, de pôr um fim definitivamente na possibilidade de presidiário ser candidato a presidente da República, vai obrigar o PT a dar eco a um plano B.

Gleisi Hoffmann será a candidata do esquema.

Diz o Estadão, que sem mais a possibilidade de garantir o foro privilegiado com uma eventual candidatura a deputada federal, Gleisi já topou a empreitada e também assimilou o plano C.

Essa outra hipótese - o plano C - seria negociar o apoio a Ciro Gomes num eventual 2º turno entre o candidato do PDT contra Bolsonaro ou um tucano.

O PT apoiaria Ciro, em troca do indulto para Lula.

da Redação

Comentários

Mais em Política