A terrível conclusão da Polícia Federal: Temer é um desqualificado

O PT não poderia ter escolhido um companheiro melhor para a desqualificada Dilma Rousseff. Escolheu o desqualificado Michel Temer.

No mínimo, estamos há 8 anos sendo administrados por pessoas absolutamente desqualificadas.

É esta a conclusão da Polícia Federal, de acordo com o jornalista Josias de Souza em seu artigo publicado nesta quinta-feira (7) no site Uol.

Sobre o termo ‘desqualificado’, utilizado para qualificar o presidente, Josias diz o seguinte:

A palavra ainda não foi usada, talvez por excesso de zelo. Mas os relatórios anexados aos inquéritos que investigam Michel Temer já permitem concluir: na opinião da Polícia Federal, o Brasil é presidido por um d-e-s-q-u-a-l-i-f-i-c-a-d-o. Tomado isoladamente, esse fato já seria embaraçoso. Mas há pior: a maioria dos brasileiros concorda com os investigadores.
No inquérito sobre portos, quebraram-se os sigilos fiscal e bancário de Temer. Agora, em relatório remetido ao Supremo, a PF diz ter detectato indícios de pagamento de uma mesada da Rodrimar, empresa portuária, para Temer. Coisa de R$ 340 mil mensais —verba decorrente de malfeitorias praticadas no final dos anos 90.
Mais adiante, em seu artigo, o jornalista expõe a conclusão do delegado da PF Cleyber Malta Lopes a respeito de nosso presidente:
“Temer praticava corrupção na década de 90 e continua cometendo o mesmo crime na atualidade.”
E, ao final, Josias de Souza arremata:
“O que transforma o embaraço em tragédia é a constatação de que as distorções do sistema e as relações promíscuas que imperam na política tornaram possível que um presidente virasse ex-presidente ainda no exercício do cargo. Temer apodrece no trono. Encerrado o mandato, despencará do Planalto direto para a primeira instância do Judiciário.”

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça