Petista que cobrava aluguéis de sem-teto entra com ação para retirar Eduardo Bolsonaro do Facebook

A petista Ednalva Franco, assessora do partido e suposta beneficiária de aluguéis que eram pagos por sem-teto, entrou com ação judicial contra o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do pré-candidato a presidente da República Jair Bolsonaro.

Ednalva acusa o deputado de ter espalhado conteúdo no Facebook atacando a sua honra.

Ela alega que as postagens de Bolsonaro a colocam na condição de integrante de uma organização criminosa e requereu a retirada de seu perfil do Facebook. Tal pretensão foi negada pela Justiça.

O juiz que analisou o caso classificou a retirada do perfil como ‘censura prévia’.

“Indefiro a remoção/bloqueio do perfil completo do réu Eduardo, o que consistiria em censura prévia, não admitida em nosso ordenamento”.
Por outro lado, o juiz determinou que Ednalva aponte quais os links ela considera ofensivos, para que possa analisar.

O que provocou a postagem de Bolsonaro, foi a confissão de Ednalva de que recolhia aluguel dos miseráveis sem teto.

Além do achaque, os sem-teto eram obrigados a participar dos atos em defesa de Lula.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política