Mais um: Gilmar fecha a semana com a soltura de corrupto da merenda

No apagar das luzes de dias úteis de trabalho na semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) tomou mais uma decisão inútil no que diz respeito ao combate à corrupção.

O insuperável magistrado mandou soltar Átila Jacomussi, o prefeito de Mauá, alvo da Operação Prato Feito.

O devasso prefeito foi preso com R$ 87 mil, dos quais 80 mil estavam escondidos dentro de uma panela.

Gilmar determinou que o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) fixe medidas cautelares diferentes da prisão ao prefeito.

Gilmar é infalível.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça