A única testemunha de atentado contra prefeito é executada na porta da delegacia

A única testemunha do atentado contra Dirceu Bettoni, prefeito de Paranhos (MS), cuja identidade estava sendo mantida em sigilo, foi executado neste domingo (17) ao deixar a delegacia da cidade.

O rapaz chegou a ser ouvido, mas ao deixar o local teria sido abordado por um pistoleiro e assassinado com diversos tiros. Trata-se de Jomar Lemes, de 47 anos de idade

A conexão entre os dois crimes parece evidente.

O executor do atentado contra o prefeito confessou o crime, sem revelar o mandante.

Comenta-se que a morte da testemunha é tida como uma espécie de aviso para o pistoleiro que se encontra preso.

O homem preso é Gabriel Queiróz, de 26 anos, que foi capturado quando se preparava para fugir para Campo Grande com uma mulher. O casal foi detido, mas a mulher nega qualquer participação no crime.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Foco MS