Cheque de desembargadora que soltou filho traficante, é encontrado com PM preso por contrabando

Desembargadora novamente se envolve em situação estranha, pouco recomendável para uma magistrada.

Um cheque no valor de R$ 165 mil reais emitido pela desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), atual presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS), foi encontrado com o tenente-coronel PM Admilson Cristaldo, alvo da Operação Oiketicus, deflagrada em maio, pelo Gaeco, visando o combate ao contrabando de cigarros.

Além do cheque, mais um indício de envolvimento entre o PM e a desembargadora foi constatado pela ‘Oiketicus’. Tânia Borges assume em janeiro de 2019 a presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Mensagens encontradas no celular de Admilson Cristaldo revelaram uma negociação com a magistrada, para que ele assuma, a partir de 2019, tão logo a magistrada tome posse na presidência da corte estadual, a chefia do setor de segurança do TJ-MS.

Por outro lado, após o episódio noticiado nacionalmente, quando soltou ‘na marra’ o filho preso por tráfico de drogas, essa é a segunda vez que a desembargadora Tânia se envolve em situação estranha, pouco recomendável para uma magistrada.

Em 17 de fevereiro deste ano, fazendo uso do plantão judicial, a desembargadora concedeu Habeas Corpus para dois perigosíssimos golpistas. Três dias após, o relator do processo, desembargador Luiz Claudio Bonassini da Silva, ao tomar conhecimento do HC concedido pela colega, revogou a decisão, decretando novamente a prisão preventiva.

Nesse novo caso envolvendo Tânia Borges, o PM justificou o cheque como pagamento de um automóvel Jeep Grand Cherokee. Porém, diligência promovida pelo Gaeco detectou que o automóvel não foi transferido para a magistrada e continua a venda numa empresa revendedora de veículos de Campo Grande.

Situação complicada e delicada para a mulher que está prestes a assumir a presidência de um tribunal estadual.

Lívia Martins

Articulista e repórter
livia@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Lívia Martins

Comentários

Notícias relacionadas