O general emudeceu...

Quando o Supremo Tribunal Federal (STF) se preparava para julgar o Habeas Corpus do criminoso Luiz Inácio Lula da Silva, o ‘Comandante Máximo’ da mais sórdida organização criminosa em atuação no nosso país, com ramificações que extrapolaram as nossas fronteiras, conforme tem sido demonstrado nas investigações da Operação Lava Jato, o comandante do Exército General Eduardo Villas Boas, se insurgiu e mandou o seu recado.

"Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais."

Após esta declaração, o general sofreu inúmeros ataques da tropa da dita esquerda, comandada pelos senadores Gleisi Hoffmann e Lindbergh Farias.

Esta semana, a 2ª turma do STF absolveu a própria Gleisi Hoffmann. Um espetáculo melancólico e que parece ser a senha para uma investida mais audaciosa no próximo dia 26. Soltar o criminoso Luiz Inácio Lula da Silva.

O general ainda não se manifestou.

O 'mecanismo' conseguiu calar o general?

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política