Batochio critica Fachin, faz insinuações maldosas e joga biografia no "lixo"

O renomado advogado José Roberto Batochio, que havia deixado a defesa de Lula por questões éticas, segundo ele próprio alegou na época, pois não poderia continuar advogando para o ex-presidente, em função de Palocci, que também era seu cliente, ter optado pela delação premiada.

Porém, algo falou mais alto, a questão ética foi colocada de lado e o ex-presidente do Conselho Federal da OAB voltou à banca de defesa do meliante petista.

Assim, diante dessa postura, Batochio hoje é um advogado desacreditado e sem respeitabilidade. O que ele fala não se escreve.

Com essas credenciais, Batochio se arvorou em atacar a decisão do ministro Edson Fachin, que retirou da pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) o pedido de liberdade de Lula, que seria avaliado na próxima terça-feira (26).

Fachin apontou a “alteração do quadro processual” após a decisão do TRF-4. “Com efeito, a modificação do panorama processual interfere no espectro processual objeto de exame deste Supremo Tribunal Federal, revelando, por consequência, a prejudicialidade do pedido defensivo”, pontuou o ministro.

Decisão correta, com base legal e inquestionável.

“É surpreendente”, vociferou Batochio.

"A velocidade da decisão de Fachin é espantosa, é uma coisa inédita”, complementou maldosamente.

Na realidade, o que surpreende é ver um sujeito jogar sua biografia na lata do lixo como faz o advogado.

Triste fim de carreira.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça