Ministro da Justiça bate-boca com produtores rurais em MS. Assista ao vídeo

Alvo de uma manifestação no último fim de semana, quando foi agredido verbalmente por integrantes do movimento Revoltados Online, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, entrou em nova confusão e bate-boca nesta quarta-feira (2) ao participar de uma reunião com produtores rurais em Campo Grande (MS).

Cardozo foi interrompido por uma fazendeira, que disse: "não tenho medo de você"; e rebateu que "a lei será cumprida". 

A fazendeira continuou tentando interromper o ministro que, então, ameaçou usar a Polícia Federal para impedir incitações à violência.  "Ou pacificamos ou não há conversa", disse o ministro.

"Neste momento qualquer manifestação de incitação será vista como crime e objeto de investigação. A Polícia Federal está orientada neste sentido. Não entrem neste tipo de postura. Ou pacificamos ou não há conversa. A lei será cumprida. Se a senhora continuar neste tom eu encerro a reunião. Não aceito qualquer tipo de ameaça", disse Cardozo.

A região conhecida como Ñande Rú Marangatú, na fronteira com o Paraguai, é palco de disputas há mais de três décadas. Desde 1983, pelo menos três lideranças indígenas foram mortos no local. O último deles foi o líder Guarani Kaiowá Simão Vilhaça, encontrado com um tiro na cabeça no último final de semana.

O espaço foi demarcado e homologado pelo governo como terra indígena, mas em 2005 o Supremo Tribunal Federal concedeu uma liminar caçando a decisão do governo. Nas últimas semanas os Guaraní Kaiowá, liderados por Vilhaça, decidiram invadir a área. Os fazendeiros da região reagiram tentando expulsar os indígenas à força. Desde então a Força Nacional está na região.

Depois do bate-boca com os produtores rurais, Cardozo se reuniu com lideranças indígenas. 

A situação no estado é de absoluta tensão.

                https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

                             Assista o vídeo:

da Redação

Comentários