Ex-presidente da OAB é o advogado que vai ficar bilionário em ação trabalhista contra a Petrobras

A causa deve render R$ 4,5 bilhões de honorários contratuais, que os funcionários da Petrobras estipularam com o advogado Cezar Britto, ex-presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil no período compreendido entre 2007 e 2009.

Ele goza de inegável prestígio entre os ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST), o que deve ter sido preponderante para o deslinde da ação.

Homem de esquerda, o causídico vai ficar bilionário e se tornar, apenas por esta causa, um dos homens mais ricos do país. Um dos poucos bilionários.

Não é sem razão que Cezar Britto se colocou frontalmente contra a reforma trabalhista.

A revelação foi feita pelo jornalista Claudio Humberto, que assevera que ‘a derrota da Petrobras no TST pode levar ao aumento de alíquotas de impostos, ao retirar os R$ 15 bilhões dos bolsos dos brasileiros’.

O advogado não está preocupado com isso. Quer logo faturar os seus bilhões...

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça