Pelé e a vida com começo, meio e fim...

As pernas que marcaram centenas de gols. Derrotaram as melhores defesas do futebol mundial e levaram-no ao topo do mundo como rei, hoje não conseguem levá-lo ao centro de campo para uma simples representação inicial de Copa.

Pelé chega à Rússia de cadeiras de rodas. É recebido efusivamente por Putin, ganha um beijo do ex-desafeto Maradona e um sorriso de Gordon Banks, autor provavelmente da maior defesa de uma cabeçada sua.

É a vida com começo, meio e fim.

Cada um tem seu destino. Uns com muitas alegrias, outros com muitas tristezas. Mas no final, aprendemos com a vida que só temos uma certeza: nem uma e nem outra são eternas.

Por isso, aproveite cada minuto para fazer o bem, deixando exemplo para os que ficam.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Circulando na rede