Todos os crimes praticados pelo “Trio do Mal” (Veja o Vídeo)

Os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski, assumiram definitivamente a condição de inimigos da Operação Lava Jato. Não escondem mais os seus conhecidos vínculos com o PT, PSDB e o MDB e trabalham manifestamente a favor da impunidade.

Na sessão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (26), inúmeros crimes foram cometidos pelos três ministros, todos ensejadores de impeachment, conforme prescreve o artigo 39 da Lei 1079/50, a Lei do Impeachment.

Diz o artigo:

Art. 39: São crimes de responsabilidade dos Ministros do Supremo Tribunal Federal:

Na sequência, cinco incisos. Vejamos:

1- altera, por qualquer forma, exceto por via de recurso, a decisão ou voto já proferido em sessão do Tribunal;

Os três ministros alteraram a decisão do pleno do STF, ao conceder a liberdade para o criminoso José Dirceu.

2 - proferir julgamento, quando, por lei, seja suspeito na causa;

Dias Toffoli, o relator da ação, foi assessor de José Dirceu, tem relação de amizade intima e não possui a devida isenção para julgá-lo.

3 - exercer atividade político-partidária;

Os três ministros escancaram seu compromissos indecentes com PT, PSDB e MDB.

4 - ser patentemente desidioso no cumprimento dos deveres do cargo;

A desídia é evidente. Ignoraram a decisão do pleno, ignoraram a lei.

5 - proceder de modo incompatível com a honra, dignidade e decoro de suas funções.

Nesse quesito, nada melhor do que ver o vídeo do jurista Modesta Carvalhosa:

E quem pode denunciar esses crimes?

Qualquer cidadão pode fazer a denúncia, caso tenhamos provas da prática de alguma atitude delitiva, por parte de algum ministro, conforme o Art. 41 da mesma Lei do Impeachment.

Art. 41. É permitido a todo cidadão denunciar perante o Senado Federal, os Ministros do Supremo Tribunal Federal e o Procurador Geral da República, pelos crimes de responsabilidade que cometerem.
da Redação

Comentários

Leia mais...

Mais em Direito e Justiça