L. Oliver

Redatora e escritora, com diversos prêmios literários, e autora de projetos de conscientização para o aumento da qualidade das sociedades brasileira e global. Participa do grupo Empresários Associados Brasil, que identifica empresas e profissionais em busca da excelência em produtos e serviços no país e no Exterior. Criou e administra o grupo “Você tem poder para mudar o Brasil e o mundo”, de incentivo à população no combate à corrupção. https://www.facebook.com/groups/1639067269500775/?ref=aymt_homepage_panel

O que mais o STF vai fazer contra o povo, Supremos Ministros?

Nós, brasileiros, - estarrecidos -, perguntamos: O que foi feito da “lógica do razoável” – isto é, “do bom senso” - que deveria prevalecer na nossa Suprema Corte?

Existe lógica no posicionamento contrário ao voto impresso, adotado pelo STF, mesmo ciente de que ele é garantido por lei e, portanto, de direito nosso?

Existe lógica, Ministra Cármen Lúcia, na sua decisão de arquivar as investigações sobre menções a ministros desse Supremo na delação da JBS?

Existe lógica na absolvição da Senadora Gleisi Hoffmann, mesmo após ela ter se beneficiado da quantia de um milhão de reais, de origem ilícita, na sua campanha?

Existe lógica, Ministro Marco Aurélio, na sua afirmação à TV portuguesa de que a prisão do ex-presidente Lula é “inconstitucional”?

Existe lógica, Ministro Gilmar Mendes, em confrontar a autoridade de juízes honrados deste país, soltando criminosos, o último deles o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado por corrupção passiva, crimes de lavagem de dinheiro e de associação?

Existe lógica em tantos “abusos de poder”, cometidos - quem diria! - por “supremos ministros”?

Sabemos, claro, que a resposta é “não”. Até porque o julgador consciente forma o seu juízo a respeito daquilo que está sendo julgado, e, então, procura na lei os fundamentos para tomar uma “decisão justa”.

O STF, no entanto, blindado pela sua “armadura de supremacia e arrogância”, age como se estivesse com o “juízo deturpado”. E, o que é pior, ostensiva e impunemente.

Tamanha ausência de lógica no cumprimento da lei é “prova irrefutável” de que esse ilógico STF não vem cumprindo a sua missão de defender a nossa Carta Magna.

Decididamente, perdeu, por completo, a credibilidade. Não nos representa mais como povo e nação.

E sabem qual é a maior ironia em tudo isso? Existe outra justiça, muitíssimo acima da que vem sendo “mal interpretada” e “mal praticada” nessa Corte.

É a essa justiça que os senhores, - desprovidos das suas “togas soberanas” e “argumentações redundantes” -, vão responder, um dia, - e como réus comuns -, quando saírem deste nosso plano, onde as “negociatas” e injustiças proliferam.

Sabem o que vai restar a cada um? Ficar frente a frente com a verdade, nada mais do que a dolorosa verdade. E cumprir sentença mais do que merecida. “Inegociável”.

L. Oliver

Redatora e escritora, com diversos prêmios literários, e autora de projetos de conscientização para o aumento da qualidade das sociedades brasileira e global. Participa do grupo Empresários Associados Brasil, que identifica empresas e profissionais em busca da excelência em produtos e serviços no país e no Exterior. Criou e administra o grupo “Você tem poder para mudar o Brasil e o mundo”, de incentivo à população no combate à corrupção. https://www.facebook.com/groups/1639067269500775/?ref=aymt_homepage_panel

Siga-nos no Twitter!

Mais de L. Oliver

Comentários

Notícias relacionadas