Corregedor "petista" tenta amordaçar Deltan

Corregedor toma dores de deputados e senadores contra Deltan.

O promotor de justiça Orlando Rochadel Moreira pertence aos quadros do Ministério Público do Sergipe e na condição de Conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público foi eleito em 2017, Corregedor Nacional.

Nunca deixou de demonstrar sua simpatia pelo PT e seus vínculos com os petistas.

Foi chefe do MP do Sergipe no governo do petista Marcelo Déda.

Na foto abaixo, ela aparece de mãos dadas, orando com Déda.

Atualmente, na condição de corregedor, Rochadel acaba de tentar enquadrar Deltan Dallagnol, atribuindo a ele um processo disciplinar.

A acusação contra o procurador da Lava Jato é medíocre. O corregedor acusa-o de “ofender” e “incitar o ódio” contra o Congresso Nacional.

O motivo teria sido uma tuitada de Deltan com o seguinte texto relacionado a intervenção no Rio de Janeiro:

“Se cabem buscas e apreensões gerais nas favelas do Rio, cabem também nos gabinetes do Congresso. Aliás, as evidências existentes colocam suspeitas muito maiores sobre o Congresso, proporcionalmente, do que sobre moradores das favelas, estes inocentes na sua grande maioria.”

Deltan está corretíssimo. Alguém tem dúvida? O que causa indignação é o Corregedor sair contra um colega em defesa do Congresso mais corrupto da história do Brasil.

A ira petista é impiedosa.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça