A derrocada do grupo Abril

O mês de julho será de profundas transformações no grupo Abril, que edita a revista Veja.

A maioria das publicações da editora serão extintas. Apenas Veja, Exame e Claudia continuarão a ser publicadas.

É a maior crise do grupo em toda a sua existência, que culminou em um prejuízo gigantesco e recorde em 2017 de R$ 331,6 milhões. A Abril já vinha de um outro prejuízo em 2016, bem menor, mas também milionário, em torno de R$ 130 milhões.

A gravidade da situação tem gerado comentários de que a editora poderá pedir a recuperação judicial.

Outro fator determinante para a situação de penúria seriam os inúmeros processos judiciais indenizatórios enfrentados pelo outrora poderoso grupo de comunicação.

O enxugamento generalizado deve redundar na demissão de pelo menos 300 funcionários.

É um gigante que cai por não conseguir se adaptar aos novos tempos das redes sociais.

Fonte: Poder 360

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Economia