Instituto de Gilmar recebeu R$ 12 milhões em dinheiro público, sem licitação

Os eventos do Instituto de Direito Público (IDP) são altamente lucrativos. É notória a facilidade com que o IDP consegue patrocinadores extremamente benevolentes.

A nova revelação estampada em reportagem da Revista Crusoé, dá conta que alguns estados da federação investiram milhões na escola do ministro do STF.

Em todos os casos, o IDP foi contratado sem licitação, supostamente para capacitar funcionários numa área que em tese não é a sua especialidade: gestão pública.

Foram R$ 12 milhões recebidos num prazo de quatro anos de três estados: Goiás, Maranhão e Alagoas.

Os governadores desses estados nesse período de efetivação de negócios com o IDP eram respectivamente, o tucano Marconi Perillo, o comunista e juiz federal Flávio Dino e Renan Filho, dileto rebento do senador Renan Calheiros.

A maior parte da grana veio de Goiás. R$ 10 milhões. Perillo e Gilmar são velhos conhecidos. Em 2012, por exemplo, o então governador se formou em direito numa faculdade de Goiânia e, na cerimônia, recebeu o diploma das mãos de Gilmar, convidado especial do evento.Dino, ao discursar na entrega de diplomas do curso oferecido pelo IDP no Maranhão, agradeceu efusivamente a ‘gentileza’ do instituto.

Uma ‘gentileza’ que custou 1,8 milhão de reais.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça