A validade da visão: luta pela visualização clara da data de validade de remédios e alimentos

Indústrias de embalagens brasileiras bem intencionadas podem abraçar uma causa cívica (sem esperar pelas autoridades) pela qual a população lhes será muito grata. Se puder contar com apoio do IDEC, a causa tem 90% de chances para ser consagrada.

LUTA PELA VISUALIZAÇÃO CLARA DA DATA DE VALIDADE DE REMÉDIOS E ALIMENTOS.
Viram como os idosos sofrem?

Além do tamanho das letras serem pequenas para quem precisa de óculos, a informação não tem padronização: ora fica no fundo da lata, na tampa, na junção transparente do pacote, sobre o picote do saco, sob a tabela da composição nutricional, atrás do pacote, em baixo relevo, inclinada e outras composições para nos dificultar a encontrá-la e não termos segurança ao adquirir o produto (às vezes abandonado na gôndola). Podendo ocasionar MORTE pelo uso de produto já vencido.

Caso não tenham autonomia para alterar o cenário atual, faz-se necessária exigir uma regulamentação junto aos legisladores mais ou menos assim:

1 – as letras devem ter o tamanho de 2 cm de altura por 0,25 cm de largura qualquer que seja a superfície onde esteja estampada.
2 – As letras devem ser pretas dentro de um retângulo de fundo amarelo. O fundo pode ser azul claro se a cor predominante da embalagem do produto for amarela.
3 – a frase basta ser: VALE ATÉ dd/mm/aa
4 – deve estar a menos de 3 cm da marca do produto.
Nada de sobrenatural. Apenas uma forma de respeitar quem paga e precisa ter segurança para preservar sua saúde ao ingerir ou manipular o produto escolhido.

A adaptação das embalagens (alimentos e remédios) pode ser concluída em menos de dois anos! Com aplausos dos consumidores! Reúna seus pares em busca desta qualidade a mais. Não exigirá altos investimentos.

Não sejam “parceiros” dos maus gestores. Não maltratem seus clientes.

O povo adoentado agradece antecipadamente o esforço dos colegas que trabalham na indústria e comércio e que não devem esperar pelas autoridades da administração pública que estão com visão comprometida (em busca de novas mutretas) por não enxergarem esta necessidade!

Haroldo Barboza

Matemático. Profissional de TI, autor do livro Brinque e Cresça Feliz.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Haroldo Barboza

Comentários

Notícias relacionadas