Sepúlveda fica, mas quer Zanin fora

Lula já disse que não aceita o pedido de Sepúlveda Pertence para sair de sua banca de advogados, manifestado em carta entregue ao ex-presidente na última sexta-feira (12), por Evandro Pertence, filho do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

O presidiário aguarda que o seu advogado mais valioso compareça na Superintendência da PF para uma conversa.

O PT, por sua vez, segundo o bem informado Painel da Folha, que notadamente sabe tudo sobre o partido, tenta fazer o ‘meio de campo’ e discute a possibilidade de Sepúlveda atuar nos tribunais superiores e Zanin ficar somente com a 1ª e 2ª instância. É a tese da divisão de tarefas.

Uma saída honrosa para o ex-ministro do STF, que afastaria Zanin do seu trabalho.

O problema é que o advogado abobalhado parece inclinado a não aceitar a proposta.

E Zanin tem voz ativa. Não é somente advogado. É comparsa.

A briga promete.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Amanda Acosta

Comentários

Notícias relacionadas