Ao xingar promotora, Ciro incorreu em novo crime e deverá ser processado (Veja o Vídeo)

Ciro Gomes é o autodestrutivo. Um sujeito incorrigível e, por isso mesmo, incapaz de governar um país como o Brasil, com tantos problemas, num momento tão difícil de nossa economia.

O debilóide, num programa de televisão, xingou de ‘Filho da Puta’ a promotora de justiça que pediu que fosse instaurado um inquérito para apurar uma possível prática criminosa de injúria racial de Ciro contra um vereador negro de São Paulo.

A representante do Ministério Público estava apenas cumprindo o seu papel como servidora pública.

Foi ofendida no exercício de seu ofício. O caso certamente resultará num novo inquérito contra o ‘Senhor Sardinha’ e, provavelmente, um novo processo.

Sobre o assunto, o promotor de Justiça e professor de direito penal Rogério Sanchez Cunha, destrinchou a situação do leviano Ciro Gomes. Veja abaixo:

Alguns esclarecimentos ao sr. Ciro Gomes:⠀⠀⠀
1) Quem atuou no caso foi uma promotora de Justiça;⠀
2) Ela não o processou, mas requisitou inquérito policial para apurar EVENTUAL crime de injúria racial;⠀ ⠀
3) Os órgãos de persecução penal, em crimes dessa natureza, estão orientados pelos princípios da legalidade e obrigatoriedade. Esses princípios não se confundem com ‘mamata’, mas garantias do cidadão, em especial, do ofendido;
4) Nessa entrevista concedida pelo pré-candidato à Presidência da República, temos, CERTAMENTE, novo crime contra a honra (também injúria), agora majorado pela condição da vítima (servidora pública) e cometido na presença de várias pessoas (art. 141 do CP).⠀
Expresso aqui minha solidariedade à colega no cumprimento de seu dever. ⠀

Veja o vídeo:

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Amanda Acosta

Comentários