Ex-namorado da mãe de Dr. Bum Bum morreu com um balaço na cabeça na cama da médica

O médico Denis Furtado e sua mãe, a médica Maria de Fátima Furtado, ora acusados de envolvimento na morte da bancária Lilian Calixto, além de uma extensa ficha criminal, foram suspeitos de um crime de homicídio ocorrido há mais de 20 anos, em 1997.

A vítima foi um então namorado de Maria de Fátima, o advogado José Roberto Camilo Monteiro. Na época a investigação não prosperou e o caso caiu no esquecimento, com a dupla, mãe e filho, saindo impunes.

O G1 que divulgou o caso, conta que a família nunca teve dúvidas sobre a autoria do crime. Na época os parentes de José Roberto deixaram o assunto de lado por medo de morrer, pois foram ameaçados pela médica.

Além de a investigação não avançar, o processo foi arquivado no Tribunal de Justiça do Rio, a pedido do Ministério Público — a solicitação foi feita em agosto do ano passado, cerca de 20 anos após o crime. O assassinato foi na residência onde moravam Denis, Fátima, José e um dos filhos dele, no Recreio dos Bandeirantes.

O advogado foi achado morto com um tiro na cabeça, deitado na cama que dividia com Maria de Fátima.

da Redação

Comentários

Mais em Polícia