Ex-governador preso vira chacota por vingança de ex-ministro que havia prometido estuprar

A foto que ilustra a matéria mostra o momento em que o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, e o seu filho, o advogado e professor universitário André Puccinelli Júnior, eram conduzidos para o xilindró.

O ex-governador, durante os 16 anos que controlou com mãos de ferro a prefeitura de Campo Grande e o governo do estado, fez e desfez, envolvendo-se em casos escabrosos de corrupção.

Esse homem, entre os seus malfeitos, é o responsável pelo surgimento no cenário político do devasso Carlos Marun, atual ministro chefe da Casa Civil da Presidência da República.

Ou seja, além de ter dilapidado os cofres públicos, produziu uma safra de políticos da pior qualidade.

Uma outra ‘cria’ sua, o ex-deputado Edson Girotto, encontra-se presentemente dividindo a mesma cela com ele e o empresário João Amorim, outro pilantra criado por André, que atuava como seu ‘braço financeiro’.

A ida de Puccinelli para o xilindró foi comemorada por um de seus maiores desafetos, o ex-ministro Carlos Minc.

Em 2009, o então governador, envolvido num imbróglio com o petista, após chamá-lo de ‘veado’ e ‘maconheiro’, prometeu estuprá-lo em praça pública.

Minc foi à forra com o post abaixo que está viralizando nas redes sociais, fazendo de André Puccinelli motivo de chacota nacional.

Lívia Martins

Articulista e repórter
livia@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Lívia Martins

Comentários

Notícias relacionadas