Sepúlveda está em plena ação no STF por prisão domiciliar para Lula

Na sexta-feira (20) quando o ex-ministro Sepúlveda Pertence deixou a sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, afirmou aos jornalistas que Lula teria pedido alguns dias para buscar uma solução que permitisse a sua continuidade na equipe de defesa.

Ele mentiu. Saiu de lá com a missão de retomar as negociações no Supremo Tribunal Federal (STF) no sentido de que Lula consiga a mudança de regime prisional, passando para a prisão domiciliar, justamente o motivo da desavença de Sepúlveda com o abobalhado Zanin. Saiu de lá com a garantia de Lula de que atuaria livremente nos tribunais superiores.

A ida de Sepúlveda até Curitiba justamente na sexta-feira não foi por acaso. Lula sabia de antemão que a partir desta segunda-feira (23) e durante toda a semana, Dias Toffoli responde pela presidência do Supremo Tribunal Federal (STF).

O ministro em entrevista ao jornal Folha de São Paulo garantiu que não daria qualquer liminar em favor de Lula durante esse período.

Para Sepúlveda certamente não faltarão argumentos para demovê-lo e fazer com que conceda ao meliante petista o regime de prisão domiciliar.

Isto certamente está em negociação.

Toffoli é o plantonista e Sepúlveda está de plantão no seu aguardo.

É aguardar e esperar que Toffoli cumpra a sua palavra. O que, infelizmente, parece improvável.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça