Avião na maionese: Os escorchantes gastos dos ministros perdulários

FATOS:

1 - Um litro de querosene está custando perto de R$ 4,50 (julho 2018).
2 – Em uma semana, quase 30 (ou mais?) elementos da alta roda do “podre poder” realizam (em média) duas viagens nos jatinhos da FAB (até levando parentes).
O custo maior (querosene) não tem um valor preciso, pois o consumo flutua em função de diversos componentes que variam muito: peso da carga, velocidade do vento, pressão atmosférica, altitude, vida útil, rotas alternativas, etc. Efetuei uma estimativa aproximada usando a tabela FOM do Boeing 777.
SUPOSIÇÕES (perto da realidade):
1 km de avião consome 8 L de querosene.
Distância média Brasilia-outra-cidade (e vice-versa): 800 km
O preço de uma passagem comercial não deve passar de R$ 500,00!
Total de querosene gasto por viagem: 800 x 8 = 6400 litros.
Valor (apenas do querosene): 6400 x 4,50 = R$ 28.000,00
Acrescentar 10% (serviços agregados à viagem): R$ 2.800,00
Valor total de UMA viagem: R$ 30.800,00
Se 30 elementos (ou mais?) efetuarem duas viagens (ou mais?) por semana, teremos a bagatela de quase R$ 2.000.000,00 sendo sugados do cofre nacional (abastecido com nosso imposto de renda e outros menos “dolorosos”).

No final do ano acumularemos um prejuízo em torno R$ 100.000.000 para custear as mordomias destes elementos que debocham de nossa acomodação.

Se usassem o voo comercial (ainda ganhariam descontos com as milhagens), 98% deste gasto inútil poderiam ser aplicados na Educação, Saúde, Alimentação.

Mas isto desandaria a “maionese” destes abutres vorazes.

Então continuemos com as cascas das batatas para nós.

Haroldo Barboza

Matemático. Profissional de TI, autor do livro Brinque e Cresça Feliz.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Haroldo Barboza

Comentários