Era só o que faltava: Lula, o guru budista (Veja o Vídeo)

Na verdade todos que se apresentam como defensores de Lula são beneficiários de benesses durante a era PT. Sem exceção.

Nunca se viu nada tão irresponsável e perdulário em oferecer vantagens para os seus parceiros e comparsas.

Também sem qualquer exceção, a dissimulação é uma condição inerente nessa gente.

Antes de visitar o presidiário são orientados pelos advogados do que devem dizer ao deixar o xilindró.

Observem que os discursos são todos idênticos. A sensação é que todos visitaram Lula juntos e que o meliante petista vive um momento de plena felicidade.

Nesta segunda-feira (30) a visita foi da monja budista Coen Roshi. Uma ex-jornalista de extrema esquerda cujo nome verdadeiro é Claudia.

Na saída ela afirmou que ‘meditou’ junto com o Lula. Alguém é capaz de imaginar o presidiário num ritual de meditação?

Realmente, são infames. Claudinha prosseguiu revelando um suposto relato de Lulinha, um sujeito ‘manso’, um novo guru budista:

“Estou ficando mais filósofo, mais manso. Eu acalmo pessoas que vêm falar comigo com muita raiva, com muita angústia. Eu faço com que eles fiquem bem, porque as coisas são como são e não são eternas, são transitórias.”
A cadeia está fazendo bem a Lula.

Veja o vídeo:

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política