Ex-senador afirma que magistrado, marido de advogada presa, estava enrolado em “trambiques” com bicheiro

A prisão da advogada Emmanuelle Ferreira, esposa do juiz de direito Aldo Ferreira da Silva Júnior, de Campo Grande (MS), fez com que o jornalista e ex-senador Antônio João Hugo Rodrigues, dono do jornal Correio do Estado, disparasse sua ‘metralhadora giratória’, com insinuações de eventuais práticas criminosas cometidas também pelo próprio magistrado.

A advogada foi uma das protagonistas de uma trama envolvendo a venda de uma fazenda com a utilização de documentação falsa.

Um golpe ardiloso denunciado pelo dono da propriedade, um idoso aposentado.

Após a prisão, Antônio João disparou nas redes sociais acusações contra o magistrado, que, segundo ele, estaria enrolado em um esquema criminoso de precatórios envolvendo o 'bicheiro' Jamil Name.

O jornalista e Jamil Name são rivais antigos. Comenta-se que certa feita, na década de 80, num bar conhecido como 'Recanto do Baixinho', em Campo Grande (MS), por críticas desferidas pelo jornalista, Jamil teria lhe aplicado uma violentíssima surra.

Lívia Martins

Articulista e repórter
livia@jornaldacidadeonline.com.br

Mais de Lívia Martins

Comentários