Por corrupção na “Farra da Publicidade” Zeca do PT está inelegível

A decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul saiu nesta quarta-feira (1º de agosto). O último recurso do ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, foi indeferido e a sua situação já foi devidamente comunicada a Justiça Eleitoral.

Com a previsão de endurecimento do jogo para com os candidatos ‘ficha-suja’, o petista certamente não conseguirá concorrer, nem mesmo amparado em alguma decisão liminar.

A ‘Farra da Publicidade’ traduziu-se num escândalo de corrupção sem precedentes, que envolveu agências de propaganda e gráficas no desvio de milhões de reais na forma de propina para os petistas de MS.

Zeca atualmente é deputado federal e pretendia concorrer ao Senado. Com a decisão, a partir de 2019 ficará sem mandato. Assim, é provável que brevemente esteja fazendo companhia para aquele que foi o seu sucessor - no governo e na 'roubalheira' - André Puccinelli, no xilindró.

Quem tenham uma longa estadia.

Lívia Martins

Articulista e repórter
livia@jornaldacidadeonline.com.br

Mais de Lívia Martins

Comentários