Em tática indecente, defesa de Lula deve desistir do pedido de soltura

É um fato inusitado na história, a desistência da defesa pela soltura do cliente.

O PT quer tão somente criar confusão. Sem razão, envolvido até o pescoço em inúmeros escândalos de corrupção, não vê outra alternativa senão a de tentar ‘melar’ o pleito eleitoral.

Nesse sentido, segundo informa o jornal Folha de S.Paulo, os advogados de Lula devem desistir de seu pedido de soltura, para impedir que na mesma ação o Supremo Tribunal Federal (STF) defina a situação eleitoral do ex-presidente.

É um fato inusitado na história. A defesa optar por deixar o cliente preso, apenas para que a sua situação jurídica com relação à questão da elegibilidade não se defina.

Noutras palavras, Lula está inelegível, resta ao PT bagunçar o cenário.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça