Ex-diretor da Petrobras esmiúça o esquema de propina entre Lula, Dirceu e PT (Veja o Vídeo)

Nesta sexta-feira (3), mais uma vez o ex-diretor de serviços da Petrobras Renato Duque, explicitou com detalhes como era feita a distribuição da propina arrecadada com os contratos de plataformas para exploração do petróleo do pré-sal da Sete Brasil.

Com firmeza, sem titubear e enumerando os detalhes sórdidos, Duque afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro José Dirceu e o PT dividiam dois terços da propina.

“Ele (Palocci) não concordou (com a divisão de meio a meio da propina) e está determinando a divisão de 1/3 e 2/3. Um terço para a Casa e dois terços para o partido”, teria dito Vaccari a Duque. “Casa” era o nome usado para a propina destinada aos executivos da Petrobrás e da Sete Brasil.
“Esses dois terços para o partido seriam divididos entre Lula, José Dirceu e o partido”, afirmou Duque.

Ainda segundo o ex-diretor, o dinheiro de Lula era ‘cuidado’ por Palocci, Zé Dirceu recebia pela Engevix e o PT era atribuição de Vaccari.

Nos vídeos abaixo, a integra das declarações de Renato Duque.

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça