Por calúnia contra antecessor na OAB, Wadih Damous é condenado e não cabe mais recurso

A lentidão da Justiça é realmente angustiante.

Em 2007 quando Wadih Damous, um dos três patetas do ‘Golpe do Plantonista’, assumiu a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro (OAB-RJ), fez sérias e caluniosas acusações contra o seu antecessor, o advogado Octávio Gomes, tido como um profissional exemplar e extremamente sério.

Para tanto, Wadih, bem ao estilo petista, utilizou o jornal interno da entidade.

Gomes imediatamente impetrou ação indenizatória contra Damous.

Finalmente houve o trânsito em julgado da sentença condenatória.

O caluniador petista terá que pagar R$ 147 mil pelos danos morais causados.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça