Wagner Moura quer indenização, não acha detratores, mas recebeu R$ 1,5 milhão do Minc

Wagner Moura precisa disso para ganhar a vida?

Uma postagem no Facebook deu origem a uma Ação Indenizatória por Danos Morais do ator Wagner Moura contra o Movimento Brasil Livre (MBL).

O ator pede uma indenização de R$ 50 mil reais, por uma postagem que o grupo fez no Facebook, em que insinua que o ator recebeu dinheiro via Lei Rouanet para fazer vídeos com o objetivo de defender a então presidente Dilma Rousseff.

De fato, o ator recebeu 1,5 milhão do Minc.

Diz a Revista Veja:

“O Sistema de Apoio às Leis de Incentivo à Cultura liberou para o ‘aclamado e premiado’, na forma ‘mecenato’, nada menos de R$ 1,5 milhão para a montagem do espetáculo de teatro ‘Esperando Godot’. Essa gente pega grana pública para encenar Beckett à noite e fica de quatro para o governo de dia. Pobre Beckett! Deve estar se revirando na tumba.”
E complementa:
‘Wagner Moura precisa disso para ganhar a vida? Claro que não! E daí? Isso não torna moral o conjunto da obra. A meu ver, só piora as coisas. Gente com a sua reputação, que recorre ao capilé público para montar um espetáculo, agrega a preguiça à sabujice. Que deixe o incentivo público, então, para quem realmente precisa.’
Mesmo assim, o ator sentiu-se ofendido pelo MBL. Não admite que a grana carimbada tenha qualquer vínculo com os vídeos que fez elogiando a ‘presidenta’.

De qualquer forma, pelo visto, será difícil encontrar o pessoal do MBL.

Desde o ano passado o Oficial de Justiça tenta intimá-los, em vão.

Teria sido mais fácil para Moura, processar a Veja.

Por que não o fez?

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política