Golpe de Misericórdia: Cármen Lúcia exalta “Ficha Limpa” na véspera do registro de Lula

Sem chances para Lula.

A inelegibilidade do petista deverá ser decretada rapidamente.

No TSE, a maioria está consolidada. É a revelação do respeitado e bem informado jornalista Josias de Souza, em artigo publicado no site UOL:

“A situação de Lula no Tribunal Superior Eleitoral não é boa. Ficará ainda pior nesta semana. Ministros do TSE estão aborrecidos com a ‘espetacularização’ do pedido de registro da candidatura de Lula. O documento será protocolado na quarta-feira, em meio a uma marcha de militantes sobre Brasília. Alguns magistrados enxergam a manifestação como uma tentativa do PT de ‘constranger’ a Justiça Eleitoral. A pressão sairá pela culatra, disse um ministro, em privado.”
E Josias de Souza arremata:
“Já existe no plenário do TSE uma sólida maioria a favor do enquadramento de Lula na Lei da Ficha Limpa. Condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro, ele será declarado inelegível. A coreografia do PT vai consolidando uma nova posição majoritária, dessa vez a favor de um julgamento célere.”

E nesta segunda-feira (13), a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) deu o que se pode chamar de ‘golpe de misericórdia’ na eventual candidatura do ilustre presidiário.

Cármen Lúcia exaltou as iniciativas populares de participação na política, destacando a Lei da Ficha Limpa, que tornou inelegíveis cidadãos condenados na Justiça por um órgão colegiado.

É o caso de Lula. A declaração teve endereço certo.

Condenado e preso na Lava Jato, o petista deve ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, pois sua condenação foi confirmada em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4).

Fim de linha.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça