assinante_desktop_cabecalho

New York Times, não se sabe a que preço, abre espaço para as mentiras de Lula

Ler na área do assinante

Artigo assinado por Luiz Inácio Lula da Silva foi publicado hoje no jornal americano New York Times.

É evidente que o artigo não foi escrito por Lula. Começa ai a enganação.

Com a caneta na mão, o máximo que o meliante petista consegue escrever é “adverçário”, assim, com cedilha.

De qualquer forma, o texto é infame, mentiroso e deprimente.

Uma publicação da dimensão do New York Times jamais deveria dar guarida a esse tipo de aberração.

Eis alguns trechos:

“Meu encarceramento foi a última fase de um golpe em câmera lenta destinado a marginalizar permanentemente as forças progressistas no Brasil. Pretende-se impedir que o Partido dos Trabalhadores seja novamente eleito para a presidência.(...)”
“Moro tem sido incensado pela mídia de direita do Brasil. Ele se tornou intocável. Mas a verdadeira questão não é o Sr. Moro; são aqueles que o elevaram a esse status de intocável: elites de direita, neoliberais, que sempre se opuseram à nossa luta por maior justiça social e igualdade no Brasil.(...)”
“Eu não peço para estar acima da lei, mas um julgamento deve ser justo e imparcial. Essas forças direitistas me condenaram, me prenderam, ignoraram a esmagadora evidência de minha inocência e me negaram o habeas corpus apenas para tentar me impedir de concorrer à presidência. Eu peço respeito pela democracia. Se eles querem me derrotar de verdade, façam nas eleições. Segundo a Constituição brasileira, o poder vem do povo, que elege seus representantes. Então deixem o povo brasileiro decidir. Eu tenho fé que a justiça prevalecerá, mas o tempo está correndo contra a democracia.”

É mesmo um pilantra...

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar