CONSTRANGEDOR, GILMAR!

O Excrementíssimo Gilmar Mendes, do alto da autoridade de "Deus" outorgada por si próprio, como pretenso dono absoluto da Justiça e "guardião de todas as verdades materiais e imateriais do universo", na terça-feira passada fez uma declaração contra Juízes, Procuradores e agentes envolvidos na Operação Carne Fraca, citando inclusive o nome de Sérgio Moro, de quem parece ter um ciúme incurável e uma inveja doentia:

"Uma falha setorial, em um dado setor da economia, se magnificou de uma forma absolutamente irresponsável! Constrangedora! Fala mal das instituições, aponta para um delírio coletivo. Todos querem virar um Moro, ganhar um minuto de celebridade. Não precisamos de corregedores, mas de psiquiatras. Porque é um problema sério. Quer dizer, os estrupícios se juntam e produzem uma tragédia! Produzem uma tragédia! É constrangedor"
Constrangedor, Ministro? Constrangedor é ser brasileiro, ir para o exterior e tentar explicar aos estrangeiros como é que um Ministro da Suprema Corte faz julgamentos seletivos, solta bandidos que roubaram o erário e nossas estatais e ainda permanece como Ministro da Suprema Corte.

Constrangedor é ver que instâncias inferiores - aquelas mesmas que o senhor critica - já prenderam centenas desses bandidos que roubaram o dinheiro público, enquanto o STF, por Ministros como o senhor, colocou esses bandidos na rua por habeas corpus paternais.

Constrangedor é ver que essas mesmas instâncias e esses mesmos agentes demonizados pelo senhor conseguiram a devolução de bilhões de reais que haviam sido surrupiados, enquanto o Supremo Tribunal Federal não devolveu nada ao Brasil e sequer consegue minimamente mostrar competência e seriedade, embora essa Corte custe uma fortuna aos cofres públicos, cuja matriz de alimentação são os suados impostos pagos pelo povo brasileiro.

Constrangedor, Ministro, é ter a certeza de que por causa do senhor e alguns dos seus pares, a Suprema Corte foi reduzida a uma instituição abaixo do que poderíamos dizer "primária", e que atingiu o mais alto nível de descrédito junto à população brasileira, causando um verdadeiro asco à Nação.

Constrangedor, Ministro, é ver um Magistrado atacando aquilo que se está fazendo de produtivo e tentando regular a Justiça segundo o seu entendimento seletivo e direcionado, cujas razões não podemos dizer, mas claro, temos o direito de imaginar.

Constrangedor, Ministro, é o senhor ainda não ter pego a sua toga, enfiado no saco e pedido para sair, abrindo vaga para alguém que realmente seja a favor de um Brasil limpo.

E Ministro, se há alguém que gosta de fazer uso dos holofotes para protagonizar uma pantomima que ultrapassa os limites da calhordice, pode ter certeza de que não são as centenas de Juízes, Procuradores e Agentes da Polícia Federal empenhados em varrer as sujeiras, como aquelas que o senhor e alguns dos seus iguais dão suporte jurídico, utilizando o STF como escritório de advocacia.

Diz a lenda que o o "Juiz é escravo da Lei", e essa deveria ser a lógica. Porém, Gilmar, constrangido fica o povo em ver que Ministros como o senhor sequestram a lógica em nome de suas próprias verdades e escravizam as leis, açoitando-as até a morte. E isso sim é que é o mais constrangedor. Aliás, como o senhor mesmo diz... É uma tragédia!

Siga-nos no Twitter!

Mais de Marcelo Rates Quaranta

Comentários

Notícias relacionadas