Lula não tem condições de explicar nem o patrimônio efetivamente declarado de R$ 7,9 milhões

É matemática simples, nada mais.

Se Lula durante o período em que foi presidente da República guardou todo os salários recebidos, sem gastar nenhum centavo, economizou no máximo a importância de R$ 3,2 milhões.

Lula nunca teve outro emprego. Nunca teve empresa. Nunca foi um investidor.

Em 2002, quando de sua vitoriosa campanha presidencial, declarou para a Justiça Eleitoral um patrimônio de pouco mais de R$ 400 mil.

Presentemente, no registro de sua candidatura fake, o presidiário tem a cara de pau de declarar um patrimônio de R$ 7,9 milhões.

Ora, a soma dos R$ 3,2 milhões economizados durante os seus dois mandatos presidenciais com os R$ 400 mil que já tinha antes de ser presidente, perfaz apenas R$ 3,6 milhões.

Com um detalhe sórdido que não pode passar despercebido. Em maio deste ano, o abobalhado causídico Cristiano Zanin, peticionou requerendo o desbloqueio de 16 milhões de bens bloqueados do meliante petista.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Amanda Acosta

Comentários

Notícias relacionadas