O dinheiro inexplicável que caiu na conta de Verônica Serra

Um operador investigado pela Polícia Federal realizou ao menos dois depósitos numa conta em que a beneficiária é Verônica Allende Serra, filha do senador José Serra.

O inquérito contra José Amaro Pinto Ramos tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) e investiga também, o próprio José Serra.

Documentos vindos da Suíça mostram com clareza os depósitos efetuados por uma offshore ligada a José Amaro para Verônica.

A suposta relação promíscua envolvendo o senador e o operador foi denunciada pelo ex-presidente da Construtora Odebrecht, Pedro Novis, em seu acordo de delação premiada.

Esses repasses possivelmente fazem parte de um montante de R$ 4,5 milhões repassados por Pedro Novis para Serra por intermédio do operador.

Para demonstrar que os dois depósitos mencionados têm como beneficiária a filha de José Serra, foram juntados ao inquérito a documentação utilizada para abrir a conta, onde aparece o nome e o endereço de Verônica, além de e-mails onde ela própria autoriza transações realizadas por meio da offshore.

Portanto, diante dos fatos, parece existir uma explicação para o surgimento da grana na conta da filha do tucano.

O dinheiro não caiu do céu...

Fonte: Estadão

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça