Os venezuelanos são problema de todos, menos da esquerda...

A tensão social explodiu em Roraima e a imprensa brasileira abre espaços para a urgência de soluções.

Ótimo, gosto de ver a mídia em atividade, cobrando dos governos. Curiosamente, em meio a esse alvoroço opinativo sobre as responsabilidades de todos os países vizinhos da Venezuela em relação ao êxodo da infelicitada população daquele país, não ouço nem leio uma única palavra apontando os verdadeiros culpados pela situação.

E eles saltam aos olhos:

• o megalômano Hugo Chávez e seu comunismo “bolivariano” (pobre e injustiçado Simón Bolivar!);
• Nicolás Maduro, em quem se potencializaram os defeitos do antecessor;
• a esquerda venezuelana representada pelo PSUV (o PT deles) e seu ingente trabalho de levar a opinião pública para o despenhadeiro ideológico;
• o governo cubano e a turma do Foro de São Paulo;
• o PT, seus dirigentes e os governos Lula e Dilma, apoiadores e financiadores do desastre com recursos que, tomados da sociedade brasileira, agora jazem no mais perdido dos fundos.
Sobre tudo cai o silêncio das análises que leio. Mas o que é isso companheiros? Quanto tempo falta para começarem a dizer que “Marx foi mal entendido” ou que “o comunismo é bom, mas foi mal aplicado” na Venezuela? Que tudo ia bem com Chávez e desandou com Maduro? Que a culpa é da oposição interna ou dos ianques? Que a hora é de ajudar as pessoas e não de discutir opções políticas?

Pelo jeito, se depender da grande imprensa, vamos continuar lidando com os efeitos da crise e concedendo atestado de boa conduta às suas causas e causadores.

Entre estes, portanto, todos os que silenciam sobre o que deveriam estar apontando à reflexão da sociedade. Afinal, já andamos espiando a paisagem à beira desse mesmo precipício, não?

Para os verdadeiros responsáveis por esse caos, todos devemos cuidar humanitariamente das vítimas da ditadura imposta ao país enquanto eles tratam de ocultar na cena a imagem do ditador e do seu socialismo.

Percival Puggina

Membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. Integrante do grupo Pensar+.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Percival Puggina

Comentários

Notícias relacionadas