Lula requer na Justiça Eleitoral o direito de votar na condição de presidiário

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu de fato e de direito a sua condição de presidiário.

Nesta quinta-feira (23), Lula requereu a Justiça eleitoral o direito de votar no pleito de 2018. O ex-presidente ainda mantém esse direito.

Apenas presos condenados e com sentença transitada em julgado não podem exercer o direito do voto.

Porém, o pedido de Lula deve causar um problema para a Justiça.

O artigo 136 do Código Eleitoral estabelece que devem ser instaladas seções nos estabelecimentos prisionais onde existam pelo menos 50 eleitores.

Lula está preso sozinho na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Parece que surgiu a oportunidade de se transferir definitivamente o petista para um presidio comum.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Amanda Acosta

Comentários

Notícias relacionadas