OEA deve destruir narrativa petista de que “eleição sem Lula é fraude”

Na sexta-feira (24) a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, recebeu em seu gabinete uma comitiva de representantes da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Trata-se de uma visita precursora para a Missão de Observação Eleitoral (MOE) que acompanhará as Eleições Gerais de 2018.

O objetivo inicial foi apresentar o sistema eleitoral brasileiro à comitiva internacional, a fim de oferecer subsídios para garantir o êxito da atuação dos observadores da OEA no pleito de outubro.

A missão da OEA ficou satisfeita e deverá referendar e acompanhar o processo eleitoral sem a participação de Lula, face a sua inelegibilidade decorrente da Lei da Ficha Limpa, ou seja, a condenação em Segunda Instância pelo cometimento dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça