Para deputado petista amigo de Lula, Haddad é incompetente e mentiroso (Veja o Vídeo)

O poste não consegue agregar nem os petistas.

Mesmo alguns petistas extremamente ligados a Lula, caso do deputado federal e presidente do Corinthians Andrés Sanchez, que tem verdadeira aversão a Haddad.

Em entrevista a uma emissora de televisão, em 2017, Sanchez afirmou textualmente que Haddad era um ‘incompetente’.

Veja o vídeo:

Mais tarde, em depoimento ao Ministério Público de São Paulo, sobre o suposto caso de corrupção envolvendo o estádio do Corinthians pela construtora Odebrecht, Sanchez foi ainda mais contundente.

Segundo o jornal Estadão, o deputado chamou o ex-prefeito de ‘incompetente’ e ‘mentiroso’.

Veja abaixo a transcrição do texto do jornal:

O deputado petista foi ouvido na Procuradoria-Geral de Justiça como testemunha no procedimento de investigação aberto pela Corregedoria do órgão para apurar a suspeita de que o promotor Marcelo Milani teria pedido R$ 1 milhão de propina para não entrar com uma ação na Justiça contra os incentivos fiscais dados pela Prefeitura para a construção do estádio. A ação foi ajuizada em 2012.
A suspeita sobre Milani foi levantada pelo ex-prefeito Fernando Haddad em entrevista publicada na revista Piauí em junho de 2017. Na reportagem, o provável candidato do PT à Presidência disse ter comunicado a suspeita ao MP paulista assim que soube do fato, no fim de 2014. Na ocasião, Haddad afirmou ter tomado conhecimento sobre o suposto pedido de propina do promotor por meio de Andrés Sanchez.
Em seu depoimento ao MP, porém, o presidente corintiano negou a versão apresentada por Haddad. “Eu nunca estive com o doutor Milani. Se você perguntar se eu tenho raiva dele, desculpa o termo, tenho. Porque, realmente, com a ação que ele entrou hoje os CIDs, que iam ter um desconto de 5% 6%, nego quer 50% ou não quer nem comprar”, disse.
(...)
Esse é o prefeito Haddad. Por isso que não se reelegeu e não vai se eleger a nada. Porque além de MENTIROSO é INCOMPETENTE”, afirmou Andrés.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política