No dia da posse reitor da UFRJ ergueu boné do MST

O aparelhamento político e ideológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro, ficou sobejamente demonstrado logo na posse do reitor Roberto Leher.

Durante a cerimônia, como sinal de conquista, vitória e poder, ele ergueu o boné do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

O auditório lotado de militantes aplaudiu extasiado.

Naquele gesto estava delineado o caminho que seguiria a sua gestão.

O Museu Nacional sofreu as consequências do aparelhamento ideológico da instituição.

É lamentável!

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política