Duelo de gigantes entre Djokovic e Federer, dá ao sérvio o título do US Open

Neste domingo (13), o principal nome do Tênis na atualidade, Novac Djokovic, derrotou o veterano Roger Federer por 3 sets a 1, parciais de 6-4, 5-7, 6-4 e 6-4, e conquistou o US Open de 2015.
Federer estava embalado e com uma nova tática de devolução vinha ganhando a atenção do mundo e mostrando um altíssimo nível de jogo. Depois de perder a decisão de Wimbledon justamente para Novak Djokovic, o suíço venceu 11 partidas consecutivas, sendo campeão em Cincinnati sobre o próprio Djoko, e anotou impressionantes 28 sets de invencibilidade neste período. Chegou à final do US Open sem perder sets. 
Djokovic, por sua vez, comprovou que está um nível acima dos concorrentes na atualidade. O sérvio ditou um ritmo mais paciente de jogo e contou com o excesso de erros não-forçados do suíço para alcançar a décima conquista de Grand Slam, a terceira somente em 2015 - o líder do ranking também levantou a taça do Australian Open e em Wimbledon.
O resultado fez com que Djokovic igualasse o confronto direto entre ele e Federer. Agora, são 21 vitórias para cada lado em 42 jogos disputados no circuito profissional. Com o seu segundo US Open, o sérvio aumenta sua coleção de títulos de Grand Slams para 10. Enquanto isso, o suíço segue o jejum de conquistas a esse nível, sendo a última vez em Wimbledon, em 2012. Porém, segue como o maior vencedor, com 17 Grand Slams conquistados (4 no Aberto do Austrália, 1 em Roland Garros, 7 em Wimbledon e 5 no US Open).


                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Esportes