Fachin recobra o bom senso e rejeita pedido de Lula

Massacrado por todo o país, após o seu voto isolado a favor da candidatura presidencial de um presidiário, o ministro Edson Fachin rejeitou nesta quarta-feira (5) o pedido da defesa do ex-presidente Lula para afastar o impedimento da candidatura do petista.

Fachin não quis levar o caso a plenário, tomou coragem e decidiu monocraticamente.

No pedido a defesa pretendia que a condenação determinada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no âmbito da Lava Jato, no caso do triplex do Guarujá, fosse suspensa.

Veja abaixo um trecho da decisão que impõe mais uma derrota a trêfega defesa do meliante corrupto e lavador de dinheiro:

“O pronunciamento do Comitê dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas não alcançou o sobrestamento do acórdão recorrido (do TRF-4), reservando-se à sede própria a temática diretamente afeta à candidatura eleitoral; ii) as alegações veiculadas pela defesa não traduzem plausibilidade de conhecimento e provimento do recurso extraordinário, requisito normativo indispensável à excepcional concessão da tutela cautelar pretendida.”

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça