Cristiano Zanin já abocanhou R$ 900 mil do Fundo Partidário do PT

As fontes de recebimento dos advogados de Lula são inúmeras.

Roberto Teixeira, o velho amigo do presidiário e sogro do abobalhado Cristiano Zanin, é tido e havido como um verdadeiro ‘comparsa’ do ex-presidente, o principal ‘laranja’.

Nessa toada, as investigações da Polícia Federal lograram detectar que só na Fecomércio-RJ, o escritório capitaneado pela dupla – Teixeira e Zanin - faturou a bagatela de R$ 68 milhões. Esquema sórdido.

Insaciável, Zanin não perde tempo, pelas inúmeras causas perdidas, abocanhou o seu naco no Fundo Partidário do PT.

Já faturou licitamente ou, pelo menos, amparado pelos meios legais, R$ 900 mil.

É um fracasso como advogado, mas está cada vez mais rico.

São as incoerências da vida, que premiam o ‘esquema’, não o ‘conhecimento’.

Porém, como a grana foi torrada pela candidatura ‘fake’, o Ministério Público Eleitoral pretende pedir a devolução de tudo o que foi gasto.

No total o PT já dispendeu R$ 19,7 milhões com a candidatura de Lula.

Um abuso e um absurdo.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Amanda Acosta

Comentários