Jornalismo militante do G1 afirma que Bolsonaro foi “supostamente” esfaqueado

Jair Bolsonaro agora entra para o hall de “supostas” vítimas, segundo a militância jornalística típica da Rede Globo. Parece que chamar as coisas pelos seus devidos nomes exige um esforço sobre-humano do pessoal “tolerante” e “profissional” das redações da grande mídia nacional.

Ao noticiar a tentativa de homicídio perpetrada contra o candidato do PSL, assim afirmaram em seu site, g1.globo.com:

No momento da confusão, Bolsonaro estava sendo carregado nos ombros por um apoiador de sua campanha, fazendo corpo a corpo com eleitores, na região do Parque Halfald. Enquanto ele acenava para os simpatizantes de sua candidatura, uma pessoa se aproximou dele e, supostamente, deu uma facada no presidenciável.
Após críticas, o site alterou texto afirmando que:
Enquanto ele acenava para os simpatizantes de sua candidatura, o homem se aproximou e deu uma facada no presidenciável.
Não é por nada que as mídias alternativas vêm ganhando tanta força e incomodando os veículos tradicionais, que dedicam-se cada vez mais às tentativas de censurá-las. As mídias alternativas são como a Verdade Saindo do Poço com seu Chicote para Castigar a Humanidade, de Jean-Léon Gérôme (1824-1904).

"Bolsonaro agride com a barriga a faca de um jovem da periferia" deve ser uma das próximas manchetes da turma.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política