A evolução gigantesca da propagação do ódio (Veja o Vídeo)

Ameaças sempre foram tônica permanente.Eles sempre pregaram o ódio.

O afastamento do poder de uma nefasta Organização Criminosa foi fundamental para a propagação do ódio no cenário político brasileiro.

Na realidade, a própria permanência no comando da nação foi sempre alimentada pela ira e pela divisão da sociedade.

Ameaças sempre foram tônica permanente.

"Nós sabemos brigar também, sobretudo quando o João Pedro Stédile colocar o exército dele do nosso lado", gritou certa feita o presidiário.
“Vai morrer gente”, proferiu Gleisi.
“Vamos fuzilar”, vociferou o comunista Mauro Iasi.
“Eles vão apanhar nas ruas”, bradou José Dirceu.
“É preciso derramar sangue”, disse Benedita da Silva.
O vídeo abaixo corrobora a matéria.

Eles sempre pregaram o ódio.

Veja o vídeo:

E, após o crime, deixam a impressão digital, buscando uma maneira de premiar o criminoso.

Estão tentando arrecadar dinheiro para uma eventual fiança de Adelio Bispo de Oliveira.

É a insana busca da impunidade, não importa o crime. Corrupção, lavagem de dinheiro ou tentativa de homicídio.

Querem os criminosos livres.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Amanda Acosta

Comentários

Notícias relacionadas