O medo está vencendo a "esperança"

Em 2002 o Lula declarou que "A esperança venceu o medo". Isso se transformou no principal mote de campanha do PT, repetido por todos os seus candidatos de norte a sul do país.

Agora, o que estamos vendo é o contrário. O medo está vencendo a esperança. Ainda bem.

O medo de voltarmos a ter novamente nossas instituições aparelhadas e apinhadas de "companheiros" inúteis e corruptos está vencendo a esperança da esquerda de colocar seus sanguessugas de estimação para sugar nossas finanças.

O medo de ver novamente os bandidos rindo da cara da gente está vencendo a esperança que a esquerda, especialmente o PT, ainda tem de roubar a nossa dignidade e afundar de vez o nosso país num mar de lama.

O medo de ver novamente a nossa justiça se perverter, e, como prostituta barata e drogada, se vender sem qualquer pudor para satisfazer os caprichos dos corruptos, está vencendo a esperança que a esquerda tem de continuar sendo a cafetina que a agenciava e transformava o nosso ordenamento jurídico num prostíbulo.

O medo de ver nossas divisas sendo desviadas para alimentar os países comandados por parceiros ideológicos do PT está vencendo a esperança que a esquerda ainda tem de saquear nossas riquezas e dividi-las como butim.

O medo de ver nosso país virar uma esbórnia está vencendo a esperança que a esquerda tem de destruir a família, os conceitos morais e todos os pilares que sustentam moralmente e norteiam uma sociedade.

O medo de perder a noção de cidadania está vencendo a esperança que a esquerda tem de tirar de nós a identidade.

O medo está vencendo a esperança porque estamos aprendendo a de novo enxergar o Brasil como sendo uma nação, e a ver que a única esperança que a esquerda tem é a de nos fazer novamente escravos da improbidade, da canalhice e dos seus desmandos.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Marcelo Rates Quaranta

Comentários

Notícias relacionadas