Ex-jogador Edílson, depois de busca e apreensão em sua casa, depõe na PF

O ex-jogador Edílson prestou depoimento na sede da Polícia Federal, em Goiânia, nesta segunda-feira (13).
Ele é suspeito de integrar esquema de fraude de pagamentos de prêmios em loterias da Caixa Econômica Federal. O depoimento durou cerca de três horas.
Segundo a assessoria de imprensa da PF, o ex-atacante chegou à delegacia às 14h10 e iniciou o depoimento 50 minutos depois. A polícia ainda informou que Capetinha se apresentou voluntariamente para prestar esclarecimentos, mesmo após o cumprimento do mandado de busca e apreensão em sua casa, na Bahia.
“Não tenho envolvimento nenhum. Sofro por ser conhecido e famoso. Muitas pessoas acabam ligando e oferecendo coisas, mas tenho a consciência tranquila”, disse. “Fiz meu papel de cidadão, quis vir para ajudar na investigação. Isso prejudica a mim e a minha carreira, tenho serviços prestados ao Brasil. Não vou permitir que meu nome seja jogado no lixo assim. Tudo será resolvido”, completou Edílson.
Seu ex-assessor, Eduardo Pereira dos Santos, foi um dos três presos na Bahia pela ‘Operação Desventura’, deflagrada na última sexta-feira. A PF busca deter uma quadrilha que realizava fraudes para lucrar nas loterias da Caixa Econômica Federal. O esquema também contava com a ajuda de correntistas e gerentes da CEF. No total, foram expedidos 54 mandados judiciais contra o grupo em Goiás, Bahia, São Paulo, Sergipe, Paraná e Distrito Federal.



                    https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.                 




da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Esportes