Dois ministros do STF sequer cumprimentam Gilmar e quase todos o detestam

Gilmar Mendes é quase uma unanimidade no Supremo Tribunal Federal. Tem a antipatia generalizada de quase todos os ministros.

O motivo não são as suas decisões estapafúrdias ou a sua notória capacidade de soltar pessoas investigadas pela Operação Lava Jato.

A questão é comportamental.

Gilmar no tratamento com os seus pares é uma “pessoa horrível, mistura do mal com atraso com pitadas de psicopatia”, nas palavras do ministro Luís Roberto Barroso, que nem o cumprimenta depois de tê-lo desmoralizado em pleno plenário da corte. Veja o vídeo:

Outro que também não fala com Gilmar, é o ministro Marco Aurélio Mello, que em entrevista publicada nesta sexta-feira (14) na revista Crusoé, foi taxativo:

“Penso que ele, em termos de agressividade, ultrapassou todos os limites. É o único colega com quem não falo. Nem cumprimento.”
Questionado se faz muito tempo essa inimizade, ele disse:
"Sim. Isso é definitivo. Por isso não me pronuncio sobre nada que o envolva. Mas seria incapaz de mover uma palha para prejudicá-lo. Só não sei se a reciproca é verdadeira."
Certamente, a recíproca não é verdadeira. Gilmar é impiedoso com a sua imensidão de inimigos.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça