A latente desonestidade de Manuela D’Ávila quando ofende Bolsonaro (Veja o Vídeo)

Disseminação do ódio é o que faz, por exemplo, Manuela D’Ávila quando opina sobre o candidato à presidente da República Jair Bolsonaro.

A deputada gaúcha recentemente numa entrevista, ao comentar sobre Bolsonaro fez acusações que claramente configuram o crime de calúnia.

Aliás, o desespero, ante o apoio popular que vem recebendo o candidato do PSL, tem provocado ataques de baixo nível e absurdamente agressivo por parte dos adversários.

Nesse aspecto, Manuela, com o seu belo rosto e jeitinho angelical, faz sobressair o seu extremo mau-caratismo.

“Alguém que quer MATAR, quem pensa diferente”. “Alguém que acha que a gente pode ser estuprada, se for bonita (...)”.
E foi Bolsonaro que quase morreu por um atentado cometido por um militante de esquerda...

Veja o vídeo:

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política