Paulo Guedes desmascara Fake News da grande mídia

Inúmeras pessoas do mercado financeiro, que participaram da reunião, confirmaram o desmentido de Guedes e o Fake News da jornalista.

A grande mídia, notadamente o jornal Folha de S.Paulo, deturpou uma declaração do economista Paulo Guedes e conseguiu preparar um sórdido Fake News para o candidato Jair Bolsonaro, envolvendo a questão de um eventual retorno da CPMF.

Paulo Guedes, apontado como eventual ministro da Fazenda de um futuro governo do candidato do PSL, num encontro com investidores sugeriu substituir impostos federais por um único tributo, com objetivo de reduzir a carga tributária.

Mônica Bergamo, jornalista da Folha, distorceu a declaração do economista e divulgou que a pretensão era o retorno da CPMF, dando a entender que a intenção revelada seria o aumento da carga tributária, com a criação de mais um imposto. Uma mentira deslavada e repleta de má fé.

O guru de Bolsonaro na área econômica disse o seguinte sobre o assunto:

“Não é a CPMF. A primeira diferença é que a CPMF é um imposto a mais. (A nossa proposta) seria um imposto único. Não é aumento de imposto de jeito nenhum, é uma simplificação (tributária) brutal. Estamos examinando pegar quatro, cinco, seis impostos e criar um imposto único federal. Não faz o menor sentido aumentar impostos, criar uma CPMF. Não foi isso que foi falado.”
Inúmeras pessoas do mercado financeiro, que participaram da reunião, confirmaram o desmentido de Paulo Guedes e o Fake News da jornalista.

Percebe-se, lamentavelmente, que a grande mídia trabalha de maneira incansável e descarada pela manutenção do ‘mecanismo’.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política